Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \18\UTC 2010

Modas de Internet e Redes Sociais

A moda da vez é o “meadicione.com”. Serviço que se auto-denomina um “centralizador” de contatos. Se você está se perguntando se eu criei um perfil, confesso: SIM! [www.meadiciona.com.br/aguilar]

A criação deste perfil fez o Tico e o Teco conversarem a respeito de redes sociais. Alguém já pensou para que serve orkut, twitter, facebook, msn? RESPONDO: para nada! Isso mesmo: Nada!

Pense bem: qual é o intuito de uma rede social virtual, se mal conseguimos conviver com uma rede social real? Quer entender melhor o que eu digo? Quantos amigos de verdade você tem? Sim, amigos verdadeiros, daqueles que você conheceu na infância e conversa até hoje? Ou então conheceu há um certo tempo, mas que você sabe que pode contar TUDO para eles? Quantos amigos daqueles que se você errou, você não precisa se explicar, porque para amigos verdadeiros, não há necessidade de explicações?

Pois é… acho que nem dá pra completar os dedos das mãos né?

Vamos comparar com quantos amigos você tem no, por exemplo, orkut: quinhentos e alguma coisa, acertei? Não?! Mais?!

Pois é… o que aconteceu com os abraços sinceros, as trocas de olhares, a cumplicidade de um aperto de mão? Filosofando aqui comigo, fazia um bommmm tempo que não conversava com algum amigo de verdade, por isso, hoje resolvi retomar um contato. Uma amiga minha que estudou comigo há 6 anos atrás. Ainda bem que o telefone não mudou!

E isso é o legal… conversar ouvindo e falando, rindo e chorando, e não simular as emoções com um bonequinho mal feito de emoticon.

Fui claro?

Agora, como manda a “virtuavida”, vou postar este link no meu twitter. Quem quiser me seguir: www.twitter.com/rafael_aguilar_

¬¬’
=D

Read Full Post »

Mais que um mero poema

Parece estranho
Sinto o mundo girando ao contrário
Foi o amor que fugiu da sua casa
E tudo se perdeu no tempo

É triste e real
Eu vejo gente se enfrentando
Por um prato de comida
Água é saliva
Êxtase é alívio, traz o fim dos dias
E enquanto muitos dormem, outros se contorcem
É o frio que segue o rumo e com ele a sua sorte

Você não viu?
Quantas vezes já te alertaram
Que a Terra vai sair de cartaz
E com ela todos que atuaram?
E nada muda, é sempre tão igual
A vida segue a sina

Mães enterram filhos, filhos perdem amigos
Amigos matam primos
Jogam os corpos nas margens dos rios contaminados
Por gigantes barcos
Aquilo no retrato é sangue ou óleo negro?

Aqui jaz um coração que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real

É pão e circo, veja
A cada dose destilada, um acidente que alcooliza o ambiente
Estraga qualquer face limpa
De balada em balada vale tudo
E as meninas
Das barrigas tiram os filhos, calam seus meninos
Selam seus destinos
São apenas mais duas histórias destruídas
Há tantas cores vivas caçando outras peles
Movimentando a grife

A moda agora é o humilhado engraxando seu sapato
Em qualquer caso é apenas mais um chato

Aqui jaz um coração que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real

E ainda que a velha mania de sair pela tangente
Saia pela culatra
O que se faz aqui, ainda se paga aqui
Deus deu mais que ar, coração e lar
Deu livre arbítrio
E o que você faz?
E o que você faz?

Aqui jaz um coração

(Rosa de Saron)

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: